quarta-feira, 17 de julho de 2013

Tutorial fácil para você fazer seu cachecol!

Aprendi a fazer tricô a dois meses atrás, e confesso: é viciante! Meus trabalhos ainda são bem simples, mas todo começo é assim. Começamos com o simples até dominar melhor a técnica para depois aprimorá-la. Este cachecol é fofíssimo e muito fácil de fazer.  Além de esquentar o pescoço, algo bem vindo no inverno, o cachecol te ajuda a usar aquela blusa que tem a cor que você ama mas que não te favorece pois ele impede a relação direta da cor da blusa com a cor do seu rosto, como eu explico aqui.


Existem vários fios que já vem com este babado pronto, você só tem que abrir e montar. Tenho vários cachecóis que fiz com esta técnica. Este roxo eu usei no primeiro visú do dia, o fio se chama "sensual classe", da marca Círculo. Ele é fofíssimo! Muito macio! O rosa e o cinza foram feitos com o "sensual romântico", e o esmeralda  foi com o "sensual divino", ambos fios da Círculo também. Não me perguntem, não sei porque a Círculo tascou o nome de "sensual" em todos os fios dessa linha. Aliás, perguntem nas lojas quando forem comprar, existem vários fios diferentes com essa proposta do trabalho bonito e fácil, uma gama variada tanto de cor quanto de estilo,  peçam para o vendedor te mostrar os outros "sensuais" ou semelhantes (outras marcas tem também fios assim).

  
Consigo fazer um cachecol em duas horas. Um novelo dá para fazer um cachecol bem encorpado, ou dois finos. Depende da largura que você escolher. Este cachecol também é uma opção fofa e barata para presente pois cada novelo custa de treze a quinze reais, sem contar o carinho de dar algo exclusivo e feito por você. 
Você vai precisar de :
  • Novelo de fio "Sensual romântico" da Círculo. Este pode ser substituído por outro "sensual" ou fio semelhante, verifique as opções na loja em que for comprar.
  • Agulha número 7 ou 8 para tricô (confirme com a vendedora se o fio que você está comprando pode ser trabalhado com esta numeração de agulha)
  • fio, agulha e linha comuns para os pontinhos do acabamento (aquele material básico de pregar botão)


Espero que gostem, e se houver qualquer dúvida por favor me perguntem nos comentários.  Tem gente que prefere fazer com os dedos, sem agulha, aqui um vídeo de como:



8 comentários:

  1. faz um pra miiiiiiiiiiiiiiiim!!!!!!!!

    desejei esse da sua foto!!!!!!

    ps: vc que montou o tutorial?

    ResponderExcluir
  2. Faço! Que cor vc prefere? Depois te mando as cores que tem!
    Sim, fui eu!
    Bjim

    ResponderExcluir
  3. Queria ter essa paciência pra fazer cachecol. Minha mãe me ensinou tricô, mas no meio sempre erro e aí fico com preguiça de refazer, hahaha!
    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei Carol! Nossa dá muita preguiça mesmo, mas estou tentando ver como uma espécie de exercício zen, para desenvolver minha paciência hehehehe...
      Um truque que faço é sempre contar o número de pontos antes de retirar a agulha, quando eu não fazia isso errava demais e perdia o trabalho. Nem sei se é truque, mas ajuda muito.
      Beijo!

      Excluir
  4. Calma que eu ainda tô rindo MUITO com o gif do post anterior, hahahahaha! Comigo é assim também!

    Fica lindo demais esse cachecol, Barbara. Não sou muito de tricô, mas depois vou até olhar as instruções com mais calma, quem sabe não me animo?

    Obrigada pela visita ao blog e pelos votos de aniversário também, adorei!

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei Georgia! Eu também ri litros quando achei o gif! hehehe

      Que bom que vc gostou do cachecol, ele é realmente fácil, e se você tiver qualquer dúvida me pergunte.

      Seu blog é muito bacana, foi um prazer visitá-lo, certamente voltarei com frequência!

      Beijos!

      Excluir
  5. Acho lindo cachecol,mas não tenho jeito nenhum para aprender coisa manuais desse tipo,já tentei,ms me enrolo toda kkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, eu acho que é prática. Mas de qualquer forma tem coisa que gostamos de fazer, e outras não. Sou viciada em trabalhos manuais, mas eu totalmente entendo quem sente que não tem aptidão. ;-)
      Bjos Renata!

      Excluir